Lei 4 – Não roubar

Esta proibição casa diretamente com o mandamento “Não furtarás” nos Dez Mandamentos. O ideal é que, desde que o nosso sustento provém da mão de D’us, a pessoa procure ganhá-lo
honestamente e não através de recursos falsos. Ao se abster do furto, a humanidade afirma a
sua fé na bondade da mão de D’us.

A lei de não roubar se divide em:

  • Contra o roubo/furto
  • Contra a cometer assalto
  • Contra a mudança de um marco
  • Contra qualquer forma de trapaça
  • Contra o não pagamento de dívidas
  • Contra sobrecarregar funcionários
  • Contra a cobiça
  • Contra a inveja
  • Um trabalhador deve ser permitido comer dos frutos, entre os quais ele trabalha (sob certas condições)
  • Contra um trabalhador comendo desse fruto (quando certas condições não forem atendidas)
  • Contra o sequestro
  • Contra o uso de falsos pesos e medidas (prática desonesta)
  • Contra a posse de falsos pesos e medidas (envolvimento com práticas desonestas)
  • O ladrão deve retornar (ou pagar) o objeto roubado